OS VIGILANTES DOS MUROS

Pr. Flauzilino Araújo dos Santos   •   6 Dezembro, 2011
DestaqueNotícias

"Sobre os teus muros pus guardas, que todo o dia e toda a noite de contínuo se não calarão; e vós, os que fazeis menção do Senhor, não haja silêncio em vós, nem estejais em silêncio, até que confirme, e até que ponha a Jerusalém por louvor da terra" (Isaías 62:6-7).

"Busquei entre eles um homem que levantasse o muro, e se pusesse em brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse, mas a ninguém achei" (Ezequiel 22:30).

“Guarda, que houve de noite? Guarda, que houve de noite?” (Isaías 21:11).

Não seria de estranhar que o misericordioso Deus maravilhe-se de que não haja intercessor diante dEle em momentos de crise?

Com efeito, há um apelo vindo de cima que se traduz em um chamado urgente para a cooperação humana mediante a intercessão, porque Deus está no céu à espera de encontrar-se com o homem que O busca.

A confusão que domina o mundo origina-se da falta de intercessão. A intercessão é o veículo pelo qual a intervenção divina se concretiza para restauração e cura, em todos os seus múltiplos aspectos, pois Deus disse: "se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra" (2 Crônicas 7:14).

Assim é que as Escrituras estão entremeadas de expressões típicas: "clama a mim, e responder-te-ei"; "pedi, e dar-se-vos-á"; "buscai, e encontrareis"; "batei, e abrir-se-vos-á" etc.

[caption id="attachment_4454" align="alignright" width="263" caption="Saída dos hebreus do Egito"][/caption]

Veja, a título de exemplo, como Deus ouve as nossas súplicas, que a saída dos hebreus da escravidão do Egito para a terra prometida foi motivada por clamores, conforme Ele mesmo disse a Moisés: "Tenho visto a aflição do meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor por causa dos seus opressores, e conheço os seus sofrimentos. Por isso desci para livrá-lo das mãos dos egípcios, e para fazê-lo subir daquela terra para uma terra boa e espaçosa, para uma terra que mana leite e mel..." (Êxodo 3:7-8).

Aquela não foi a primeira e nem a última vez que o Pai das misericórdias viu, ouviu e atendeu.

Encontramos a solução em resposta ao clamor solitário de uma pessoa, como se exemplifica com o caso de Jacó: “Não te deixarei ir, se me não abençoares” (Gênesis 32:26); e o de Daniel: "Dirigi o meu rosto ao Senhor Deus, para buscar com oração e rogos... Estando eu ainda falando na oração, o homem Gabriel, que eu tinha visto no princípio, veio voando rapidamente... Ele me instruiu e me disse: Daniel, agora vim para fazer-te entender o sentido" (Daniel 9:1-22).

Também, de forma coletiva e institucional, os homens de Nínive crendo em Deus, proclamaram um jejum e, prostrados diante dos céus, clamaram fortemente até conseguirem mudar a sentença já anunciada pelo profeta Jonas, para destruição daquela cidade (cf. Jonas 3:1-10).

Poderíamos dizer de Elias, no Monte Carmelo, trazendo fogo do céu pela sua petição (1 Reis 18); de Paulo e Silas na prisão gélida, cujas orações abalaram os alicerces do cárcere (Atos 16:19-40); de Josué que orou e o sol parou (Josué 10:12-14) e de tantos outros exemplos eloqüentes de intercessões feitas por pessoas comuns, mas que trouxeram a glória do céu para atender necessidades da terra.

Este é o tempo de se colocar na brecha perante Deus! Este é o tempo de guardar o muro! Sim! Que não haja silêncio em nós até se confirme cada uma de nossas petições.

Esse se colocar genuflexo diante de Deus é o veículo para hajam céus abertos; não há outro modo de fazê-lo. Disse Paulo: "Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome. Oro para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder pelo Seu Espírito no homem interior, para que Cristo habite pela fé nos vossos corações. E oro para que estando arraigados e fundados em amor, possais perfeitamente entender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus. Ora aquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera, a ele seja glória, na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém" (Efésios 3:14-20).

Ore! Você pode estabelecer uma linha direta com o céu. Disse o Senhor: "Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei" (Jeremias 29:12).

Pr. Flauzilino Araújo dos Santos

  1. Stephanie santos disse:

    DEUS E FIEL E NAO FALHA JAMAIS,OBRIGUADA SENHOR POR MAIS UM ENSINAMENTO DA TUA PALAVRA, QUE TODOS QUE LEIAM ESSE TEXTO SEJAM ALCANCADOS POR TI DEUS E SAIAM EDIFICADOS AMEM.TEXTO ABENCOADO

  2. O Atalaia disse:

    OUVI POVO DO SENHOR

    Deus OUVI todas as orações,
    mas so’ responde algumas.
    Porque Ele e’ Deus.
    —Proverbios 1: 26 a 30 —

  3. ADRIANO E FAMILIA disse:

    CONPRIMENTO MEUS IRMÃOS MINHAS IRMÃS COM SANTA PAZ DO DO SENHOR, PRIMEIRO QUERO JÁ AGRADECER A Dues por tudo que ele fez em nossas vidas , agradesso Deus pelas promessas conpridas , quero dizer qui Deus não é homem ; Deus é Deus ; Deus trabalha muito em nosso favor agradesso muito Deus , as vezes falta palavras é muitos agradecimentos , obrigado meus senhor abençoe atodos em nome de jesus amém!!!!!!!!!!!!!!

  4. maria das graças disse:

    a paz do senhor jesus lir esta mensagem Deus falou comingo fortirmente gosto muito ler ouvir a palavras de Deus porquer mim edificam amem…

  5. maria das graças disse:

    quero oração para mim e minha famílias conversão de almas benças todas areas amem.

Deixe uma resposta

Inscreva-se em nossa newsletter