Nos braços do Pai

Renata Cerci Pompermayer Ruschel   •   30 Junho, 2018
ArtigosDestaque

"Será que uma mãe pode esquecer do seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Embora ela possa se esquecer, eu não me esquecerei de você! Isaías 49:15

Existem algumas relações humanas que são viscerais. A mãe e o filho é uma delas. Quando a criança ainda depende exclusivamente dos pais, o trabalho é árduo para eles. Cada fase implica em novos cuidados, um novo olhar. Ele aprende a sentar, depois a engatinhar, andar e correr! Alguns, pulam algumas etapas, já saem correndo. Nascem os dentes, vem a febre. Vão para escola, ficam doentes. E quando menos esperamos os filhos estão adultos, já esperando seus próprios filhos. Este ciclo alcança todos nós.

Estamos numa cadeia, numa rede invisível onde dependemos uns dos outros. O exemplo bíblico usado para demostrar cuidado, proteção e afeto é o da mãe. Mas, ao responder o questionamento sobre a possibilidade do abandono do filho, o profeta Isaías deixa claro ser possível. Então ele adverte que Deus jamais se esquecerá de mim e de você.

Muitas das nossas tristezas e dores vêm por conta do esquecimento. Ninguém gosta deste sentimento mesmo quando ele parece ser a única solução. Muitas pessoas nos momentos de dor procuram a solidão. Não querem ser lembrados por ninguém; não querem que o telefone toque ou sequer uma mensagem no WhatsApp. Parece exagero, mas a dor do abandono gera marcas profundas na alma que só podem ser curadas com o amor.

Cristo nos oferece seu bálsamo, afinal Ele nunca se esquecerá de você. Davi sabia desta verdade, pois declarou no Salmo 23: ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte nenhum medo terei, pois Tu estás comigo. Quando deixamos esta realidade tomar conta dos nossos pensamentos sentimos o carinho e abraço de Deus em todos os detalhes: no nascer do sol, no cantar dos pássaros, na chuva que cai… afinal, todos os encantos da natureza revelam o amor do Pai por seus filhos!

Você não está sozinho e sequer abandonado. O Pai se lembra de você todos os dias! Ele está sempre de braços abertos esperando sua chegada ou seu retorno. O seu maior desejo é ser o seu Pai e assim desfrutar de um relacionamento de amor e intimidade com você, um filho querido! Deixe Ele cuidar de você. Você tem a disposição o direito de ser chamado de filho de Deus! Não desperdice este privilégio! Um dia de paz!

Renata Cerci Pompermayer Ruschel

  1. Jaciara disse:

    Belíssimas palavras Renata, que o salvador te abençoe e te use como seu instrumento sempre!

  2. Anônimo disse:

    Acho que os artigos deveriam ser diarios

  3. Lariane Rodrigues disse:

    Bom Dia!
    Gostaria muito que estes artigos fossem escritos diariamente, são palavras boas para se ler, com significados muito importantes para nós leitores.

Deixe uma resposta

Inscreva-se em nossa newsletter